sábado , 22 julho 2017
Home / História

História

Diante das dificuldades, para não dizer impossibilidades de comunicação entre o sul e o centro do bispado que residia na cidade de Ilhéus, no dia 1º de maio de 1948 Dom Benedito Zorzi então bispo de Ilhéus, escreve uma carta ao Sr. Núncio falando da intenção de se criar uma prelazia desmembrada da diocese de Ilhéus, sendo que o desejo da criação da prelazia havia partido do antecessor de Dom Benedito, Dom Felipe Condurú. Sendo criada a nova prelazia a sede deveria ser em Caravelas, devido ser a cidade mais populosa, possuir os melhores meios de transportes, pois possuía vôos para Rio de Janeiro e Salvador, além de possuir via férrea (trem), bem como já possuía uma casa da paróquia. A necessidade da criação de uma prelazia devia-se principalmente ao fato de se ter no extremo sul da Bahia somente três sacerdotes, um em Alcobaça em caráter provisório, um em Caravelas e um em Porto Seguro. Quando em viagem para participar do congresso nacional eucarístico do ano de 1948, Dom Benedito conversou com Dom Jaime Câmara, que o sugeriu ao invés de criar uma prelazia se criasse uma diocese, visto que prelazia ficava toda vida prelazia e uma nova diocese “o novo bispo daria por pedras e paus para arranjar padres” disse Dom Jaime. Dom Benedito encaminha ao Núncio o desejo de se criar a Diocese de Caravelas. Em 1952 Dom Benedito é transferido para Caxias do Sul sendo sucedido por Dom João Resende. Dom João fez algumas visitas surpresas a região para conhecer a realidade econômica e religiosa do sul da Bahia para julgar a necessidade de criação da nova diocese, todas as maquinações para o desenrolar da nova diocese estava sendo “sub secreto pontifício”. Por volta do ano de 1957 Dom João Resende comunica ao então vigário de Caravelas Frei Oswaldo que a santa Sé estaria pensando em criar uma nova diocese no sul da Bahia e que a sede mais indicada seria possivelmente Caravelas, visto sua prerrogativa de facilidade de transportes: avião, estrada de ferro, porto. Frei Oswaldo começa então mobilizar as autoridades políticas da cidade para conseguir uma casa digna para ser o palácio episcopal. A noticia causou grande alvoroço na população que começou a se mobilizar para providenciar uma casa para ser sede da diocese. Ao final do ano de 1957 Dom João Resende é transferido, cessando por enquanto as atividades em redor da criação da diocese. Em abril de 1958 é nomeado o novo bispo para diocese de Ilhéus Dom Caetano. No final do ano de 1958 em visita a cidade de Caravelas, em função de boatos que a sede da diocese que seria criada no sul da Bahia seria em Porto Seguro, Belmonte ou Caravelas, Dom Caetano reafirma que Caravelas será a sede da nova diocese. Em 1959 frei Oswaldo é substituído por frei Oto, que começa a construção do palácio episcopal próximo a matriz de Santo Antonio de Pádua com doações e recursos próprios. Durante certo tempo cessou-se o comentário para criação da nova diocese, pois tudo corria sob total sigilo pontifício. Em 1962 é então criada a diocese de Caravelas pela sua Santidade o papa João XXIII, pela bula pontifícia omnium Eclesiarum, datada de 21 de julho de 1962, a nova diocese contemplaria uma área de 26.924 Km² com uma população aproximada na época de 270.000 habitantes e sete paróquias, sendo o território da diocese composto pelas cidades de Santa Cruz de Cabrália, Porto Seguro, Prado, Alcobaça, Caravelas, Nova Viçosa, Mucuri, Medeiros Neto, contudo o novo bispo Dom Filipe Broers só foi nomeado por sua Santidade no dia 03 de maio de 1963, sendo sagrado bispo no dia 25/07/1963, tendo como lema no seu brasão Vinde e Vede. Tomando posse da diocese de Caravelas no dia 29/07/1963. No ano de 1983 é nomeado por sua Santidade o Papa João Paulo II, Antonio Elizeu Zuqueto para ser o novo bispo da Diocese de Teixeira de Freitas ? Caravelas, sendo sagrado Bispo no ano de 1983 tendo como lema no brasão “Cristo é a nossa paz”. No ano de 2005 Dom Antonio é nomeado bispo emérito da diocese de Teixeira de Freitas / Caravelas, sendo nomeado novo bispo por sua Santidade Bento XVI Dom Carlos Alberto dos Santos, sendo sagrado bispo dia 26/07/05, tendo como lema no brasão “Por Maria à Eucaristia”. A sede da diocese foi transferida no dia 18 de abril do ano de 1983 para Teixeira de Freitas pelo decreto “Sacra Congregation Pro Episopis” sendo posteriormente denominada diocese de Teixeira de Freitas / Caravelas. Mais tarde é criada a diocese de Eunápolis a qual pertencia a Teixeira de Freitas / Caravelas, passando a diocese de Teixeira de Freitas / Caravelas ser composta das seguintes cidades: Jucuruçu, Itamaraju, Prado, Alcobaça, Caravelas, Mucuri, Nova Viçosa, Itanhém, Medeiros Neto, Lajedão, Ibirapuã e Teixeira de Freitas, hoje totalizando 25 paróquias e 2 áreas pastorais.

Powered by keepvid themefull earn money