Home / Formação / Como é o natal para os católicos?

Como é o natal para os católicos?

Como é o natal para os católicos?

O Natal é um período do ano em que as pessoas ficam mais em harmonia umas com as outras, porém é importante saber de onde vem estes bons sentimentos. A data é muito mais do que um período de presentes, comidas fartas e festa, é o momento de refletir em Cristo. Para os católicos, o significado do Natal é muito significativo, é momento de aquietar-se e preparar-se para o que virá.

Para os cristãos católicos, Jesus veio à Terra em forma humana como filho de Deus, para que o Homem acreditasse na salvação. Para tanto, o Natal é a celebração do menino Jesus:

“18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, ela se achou ter concebido do Espírito Santo. 19 E como José, seu esposo, era justo, e não a queria infamar, intentou deixá-la secretamente. 20 E, projetando ele isso, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, pois o que nela se gerou é do Espírito Santo; 21 ela dará luz um filho, a quem chamarás JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. 22 Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que fora dito da parte do Senhor pelo profeta: 23 Eis que a virgem conceberá e dará luz um filho, o qual será chamado EMANUEL, que traduzido é: Deus conosco. 24 E José, tendo despertado do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu sua mulher; 25 e não a conheceu enquanto ela não deu luz um filho; e pôs-lhe o nome de JESUS.” (Mateus 1:18-25)

A celebração de fé dos católicos é iniciada com o Advento que consiste nas quatro semanas que antecedem a festa cristã, momento litúrgico que evoca a dupla passagem de Jesus Cristo: a chegada de Cristo em Belém (nascimento), e a que ocorre quando ele volta no dia do Juízo. Ou seja, este é o período de purificação e preparação para receber aquele que está para vir, o que marca também o começo do ano eclesiástico.  Ocasião importante também para os católicos é o de montagem do presépio que deve ser realizada no segundo domingo do Advento, porém a imagem do menino Jesus só deve ser colocada próximo ao dia de Natal.

Outra tradição natalina é a Missa do Galo, celebrada na véspera do Natal (meia noite do dia 24 para o dia 25 de dezembro), o horário reverencia o momento do nascimento de Jesus. A Missa do Galo foi instituída no século V, após o Concílio de Éfeso (431D.C), celebrada na basílica erigida no Monte Esquilino pelo papa Sisto III. O galo foi a figura escolhida, pois representa fidelidade, vigilância e testemunho cristão. Na tradição católica todas as velas do Advento se encontram acesas na Missa do Galo e assim acontece a grande celebração com muitas orações e cânticos, como por exemplo o cântico de Glória.

Glória – Vinde cristãos (Glória in excelsis Deo)

1.Vinde cristãos, vinde à porfia,

Hinos cantemos de louvor,

Hinos de paz e de alegria,

Que os anjos cantam ao Senhor.

Refrão:

Glória, a Deus nas alturas! (bis)

  1. Foi nesta noite venturosa,

Em que nasceu o Salvador,

Que anjos com voz harmoniosa

Deram a Deus o seu louvor.

  1. Vinde juntar-vos aos pastores,

Vinde com eles a Belém,

Vinde correndo pressurosos,

Pois o Senhor enfima nos vem.

 

 

O Natal é o único período do calendário litúrgico que contempla as três eucaristias: a da noite, aurora e a do dia. A celebração da noite reúne os momentos históricos e do nascimento de Jesus, é a comemoração do nascimento, já a da aurora faz referência ao nascimento de Cristo no coração dos fiéis. Por fim, a missa do dia celebra a última vinda de Jesus.

Dentre as missas do Galo mais emblemáticas está a do Vaticano que, tradicionalmente é celebrada pelo Papa, na Basílica de São Pedro. Após cristãos do mundo todo participarem da missa, todos voltam para suas casas, colocam o menino Jesus no Presépio e celebram o grande momento.

Por todos esses aspectos mencionados, percebe-se que o Natal é uma das principais datas para os católicos. Em cada simbologia existe um significado muito maior por trás, por isso, respeitar as tradições e suas etapas são importantes para alcançar uma transição de período em paz e com a real significância do momento.

 

Fonte:

Como é o natal para os católicos?