Home / Notícias em Destaque / Salve a data: 24 de março, Dia da Paz em Teixeira de Freitas

Salve a data: 24 de março, Dia da Paz em Teixeira de Freitas

Nesta terça-feira, às 14 horas, reuniram-se representantes de diversos segmentos da sociedade, no Salão Paroquial da São Pedro, para darem o pontapé inicial na implantação de uma Cultura da Paz na cidade, promovida por todos e para todos. A reunião foi uma iniciativa do bispo da Diocese Teixeira de Freitas / Caravelas, Dom Jailton Lino, que lançou a proposta de uma Caminhada pela Paz que foi abraçada pelos presentes.

A Caminhada pela Paz é um projeto que objetiva construir a fraternidade e a paz, estimulando ações concretas que expressem nosso compromisso como cidadãos teixeirenses. Por esse motivo, caminharemos para a construção da Paz nos próximos dias, com ações em nosso grupo social, religioso e político, mas, no dia 24 de março, às 9 horas da manhã, nos uniremos todos para fazer uma caminhada pelas ruas de Teixeira. Com o tema: “Diga não a violência, abrace a paz”.

Estiveram presentes na reunião os padres da Diocese, pastores e padre ortodoxo; vereadores e outros representantes do setor político; coordenadores de movimentos pastorais, sociais e de ONGs; Polícia Militar; juiz da comarca; representantes das escolas, como diretores, professores e alunos; imprensa local; e, todos aqueles que estão preocupados em resolver o problema da violência na cidade e promover a paz.

A principal decisão foi a união entre todos para essa caminhada. A partir daí foram feitos direcionamentos específicos para a construção da caminhada. Cada grupo presente se comprometeu a ter a paz como temática principal de suas ações nos próximos dias, por exemplo: jornalistas/jornais ficaram comprometidos de divulgar as ações de paz; as escolas vão trabalhar com os adolescentes e crianças a promoção da paz e o resultado desse trabalho deverá ser levado para a caminhada; aos padres e demais religiosos, ficou a responsabilidade de acompanhar os trabalhos pastorais e divulgar a Caminhada pela Paz nos próximos dias entre os fiéis.

Foi sugerida a criação de um fórum permanente sobre a Paz, que será responsabilidade da OAB, representada, na reunião, pelo advogado Antônio Neto.

A Ramagrafi doou panfletos para divulgação, para melhor atingir todos os públicos. Também sugeriram a confecção de camisas. E foi montada uma comissão para decidir os passos da caminhada, com o maior número de representações possível, sendo formada por: Pe. Fabiano, Mara Rúbia, Irmã Cristina, juiz Roney Cunha, Tomires Barbosa, Edinaldo Rezende, Antônio Neto, Adeilson, Lindon Jhonson, Tenente Gabriel, Professora Jô, Pastor Oseias, Padre Celso Kalarrari e Elzina Ferraz.

A reunião iniciou com uma mensagem do bispo e foi conduzida pelo pe. Fabiano. Durante a reunião, os convidados puderam se colocar, sugerir e enfatizar ações de seus grupos que promovem a paz. Os religiosos também colocaram sua disposição em realizar o evento de forma ecumênica, tendo como centro o bem comum: a paz. Foi lembrado ainda, durante as discussões, as outras Caminhadas pela Paz promovidas na cidade, mas que há cinco anos não se realizam.Quem deseja participar, poderá acompanhar a divulgação pelos sites, rádio e outros veículos de informação, além de outros grupos que trabalharão a paz como centro de suas temáticas. Converse com o representante do seu grupo social, de sua igreja, de seu grupo político, de sua escola/universidade ou outro grupo que você faça parte, vista-se de branco e venha mostrar seu movimento na avenida. Mostrar não apenas a indignação com a violência, mas, sobretudo, mostrar que é possível superar a violência, realizar uma cultura de paz e promover a dignidade humana, justiça e fraternidade entre todos.

Por PASCOM Diocesana.